Gestantes com covid-19: quais cuidados tomar durante a infecção?

Samel Saúde
24 de fevereiro de 2021
Ouvir artigo

Gestantes com covid-19 necessitam de cuidados especiais? Essa pergunta permaneceu por muito tempo sem uma resposta clara após o início da pandemia. Por precaução, as autoridades concluíram que as mulheres grávidas deveriam ser incluídas no grupo de risco para a doença. 

Agora, a ciência começa a descobrir como as gestantes reagem à infecção pelo novo coronavírus. Será que o vírus passa para o feto? A covid-19 pode interferir na gravidez? O bebê pode nascer com sequelas?

A Samel trouxe neste artigo as atualizações que podem esclarecer essas dúvidas. Confira!

Coronavírus e os riscos para a gravidez

Que o novo coronavírus pode infectar qualquer pessoa, ninguém tem dúvidas. Mas é fato que, assim como outras doenças, a covid-19 pode ser mais agressiva em alguns grupos.  

É o caso dos diabéticos, hipertensos, asmáticos, pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica e fumantes. Mas, e as gestantes?

No início da pandemia, havia muitas incertezas sobre como o vírus se comporta em mulheres grávidas. Entretanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considerou prudente incluí-las no grupo de risco.

Isso porque as mulheres normalmente passam por alterações fisiológicas, metabólicas e vasculares durante a gravidez. 

Além disso, têm o aumento dos receptores da enzima conversora de angiotensina 2 (ACE2), justamente a porta de entrada do Sars-Cov-2 nas células. Isso poderia oferecer um risco elevado às grávidas no caso de uma infecção. 

Gestantes são mais vulneráveis à covid-19?

Uma revisão sistemática de estudos, publicada no periódico científico Mayo Clinic Proceedings, apontou que sim. Existe uma vulnerabilidade maior entre mulheres grávidas. 

A análise considerou 23 estudos em língua inglesa entre os dias 1º de janeiro e 22 de abril de 2020, com um total de 185 pacientes.

Os resultados dessa análise mostram, entre outros dados, que 40% das pacientes tiveram pneumonia, com 3,24% de taxa de internação em UTI.  

Além disso, observou-se maior risco de complicações na gravidez, incluindo parto prematuro e pré-eclâmpsia, bem como taxas mais elevadas de parto cesáreo.

Confira também:

O que são anticorpos e por que precisamos deles? Nós respondemos

Como uma pessoa assintomática transmite o coronavírus? Entenda

 

O vírus passa da mulher para o feto?

Até o momento, não há indícios de que isso ocorra. Um outro estudo, publicado no Jornal de Imunologia Reprodutiva, analisou 18 gestantes que testaram positivo para a covid-19. Após o nascimento, os bebês foram testados e apresentaram resultados negativos para a infeção.

Também foram analisados o líquido amniótico, o sangue do cordão e o leite materno, que também deram negativos. 

Isso sugere que a transmissão de mãe para filho pode ser muito rara ou nula, eliminando também os riscos de o bebê nascer com sequelas por conta do vírus. 

Entretanto, durante a amamentação, é fundamental que a mulher use máscara de proteção e todos os cuidados recomendados, já que o vírus pode passar de mãe para filho por meio de gotículas de saliva contaminadas. 

Qual fase da gravidez é mais arriscada?

Entre os casos analisados até hoje, os quadros mais graves foram observados no último trimestre da gravidez e no puerpério, logo após o parto. É nesse período que a mulher está mais debilitada e precisa amamentar.

Como se proteger do coronavírus durante a gravidez?

Os cuidados devem ser os mesmos da população em geral:

  • Lavar as mãos com frequência e/ou usar álcool gel;
  • Distanciamento social de pelo menos 2 metros;
  • Evitar aglomerações;
  • Evitar tocar os olhos, o nariz e a boca;
  • Cobrir a boca e o nariz com o cotovelo ao tossir e espirrar e, depois, descartar o tecido usado;
  • Usar máscara;
  • Em caso de febre persistente ou dificuldade de respirar, procurar o atendimento médico o mais rápido possível.

Gestantes com covid-19: quais os cuidados necessários?

Embora não exista um protocolo especial para as gestantes, é importante mantê-las sob acompanhamento médico, principalmente se a mulher manifestar sintomas graves da doença. 

Os cuidados devem ficar a critério dos profissionais de saúde, que irão definir o tratamento adequado, de acordo com o quadro de saúde da paciente. 

Existe a necessidade de cesariana?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que não há qualquer ligação que comprove a necessidade da cesariana em decorrência da covid-19. Portanto, se não houver outros fatores envolvidos, a preferência é que seja feito o parto natural. 

Este conteúdo ajudou você? Agora que você já sabe que gestantes com covid-19 são mais vulneráveis, é importante considerar os cuidados recomendados pelos órgãos de saúde. Leia também: Alimentação saudável garante o bom funcionamento do organismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Gestantes com covid-19 necessitam de cuidados especiais? Essa pergunta permaneceu por muito tempo sem uma resposta clara após o início da pandemia. Por precau...

Gestantes com covid-19 necessitam de cuidados especiais? Essa pergunta permaneceu por muito tempo sem uma resposta clara após o início da pandemia. Por precau...

MAIS LIDAS

A nova cepa do coronavírus foi identificada no Reino Unido, mas já está presente em ...

Resultados apontam redução no tempo médio de internação, no número de mortes e na realização ...

Samel trouxe dicas de especialistas para te ensinar como recuperar olfato e paladar perdidos ...