O que são anticorpos e por que precisamos deles? Nós respondemos

samelblog
27 de janeiro de 2021

Você sabe o que são anticorpos? O termo tem sido bastante falado desde o início da pandemia, quando a comunidade médica ressaltou que o organismo humano ainda não possuía defesa contra o novo coronavírus. Isso explica o número de infectados ao redor do mundo. 

Em resumo, os anticorpos são a proteção do organismo contra patógenos, como vírus, bactérias e microorganismos nocivos. Eles constituem o sistema imunológico, responsável pela saúde, de um modo geral. 

Para você entender melhor o que são os anticorpos, como eles funcionam e por que precisamos deles, continue a leitura!

Entendendo o sistema imunológico 

Antes de tudo, é preciso entender dois conceitos muito importantes: a resposta imune inata (ou natural) e a resposta imune adaptativa ou adquirida. 

Resposta imune inata

É aquela que já nasce conosco e que permite a defesa do organismo desde o momento do nascimento. Essa resposta imune está sempre em atuação, antes mesmo da resposta imune adaptativa começar. 

Ou seja, ela é a primeira base de defesa do corpo. Uma característica importante da resposta imune inata é que ela não possui memória, reconhece apenas parte de um agente invasor.

Não deixe de conferir:

Nova cepa do coronavírus: o que se sabe sobre ela? A Samel explica

Coronavírus: como preservar a saúde mental na quarentena 

Resposta imune adaptativa

É aquela que desenvolvemos com o passar da vida, ao entrar em contato com diferentes tipos de patógenos e substâncias. A crença de que deixar a criança brincando no chão faz bem para a saúde faz sentido e explica bem o conceito da resposta imune adaptativa. 

Quando a pessoa entra em contato com muitos microrganismos nocivos, o corpo naturalmente aprende a se defender. Essa capacidade de adaptação do corpo costuma ocorrer até o fim da vida. 

É aí que chegamos ao ponto principal desta matéria: os anticorpos.  

O que são anticorpos e como agem no organismo?

Os anticorpos são chamados na ciência de imunoglobulinas (ou simplesmente Igs). São proteínas do sistema imunológico, responsáveis pela chamada resposta imunológica. A principal atuação dos anticorpos presentes no sistema é contra patógenos invasores. 

São eles os responsáveis por desenvolver a defesa do corpo diante de uma ameaça. Quando uma bactéria, vírus, protozoário ou outros microorganismos atacam o corpo, logo recebem a ação dos anticorpos e são combatidos. 

Mas esse processo depende de um estímulo. Quando um agente infecta uma pessoa pela primeira vez, o organismo dela ainda não conhece o invasor. 

Naturalmente, a pessoa adoece e sente todos os sintomas da doença. Ao mesmo tempo em que isso ocorre, o sistema imunológico identifica o invasor e as células de defesa eliminam o causador da doença.  

É nesse processo que o organismo cria os anticorpos. Nas próximas vezes que o mesmo invasor infectar a pessoa, os anticorpos já estarão preparados para impedir o desenvolvimento da doença. Isso é o que a ciência chama de memória imunológica.

Os anticorpos só surgem após uma infecção?

Não necessariamente. A ciência avançou muito nas últimas décadas e trouxe tecnologias que foram e continuam sendo muito importantes para proteger a saúde da população. Uma delas é a vacina. 

Assim como o corpo naturalmente aprende a se defender de um patógeno, as vacinas também são capazes de induzir essa defesa. A diferença é que a pessoa não precisará adoecer e sofrer todos os sintomas da doença para criar os anticorpos. 

Isso só é possível porque as vacinas usam apenas parte do patógeno, de forma desativada. Quando introduzidos no corpo, estimula a produção de anticorpos, desenvolvendo a imunidade.

As vacinas usadas hoje em dia são capazes de frear a disseminação de inúmeras doenças, como a febre amarela, sarampo, influenza, entre outras. Por isso, são incluídas no Calendário Nacional de Imunização do Ministério da Saúde

Em meio à pandemia, a esperança de contenção do coronavírus está justamente na imunização em massa da população. As vacinas mais promissoras até o momento são a CoronaVac e a vacina de Oxford, que podem começar a ser usadas nas próximas semanas. 

Agora que você já sabe o que são os anticorpos e como funcionam, não deixe de conferir o nosso conteúdo sobre as vacinas. Clique no link a seguir e leia: Como as vacinas agem no organismo de uma pessoa? Leia e descubra.

anticorposcoronavírus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Você sabe o que são anticorpos? O termo tem sido bastante falado desde o início da pandemia, quando a comunidade médica ressaltou que o organismo humano ainda...

Você sabe o que são anticorpos? O termo tem sido bastante falado desde o início da pandemia, quando a comunidade médica ressaltou que o organismo humano ainda...

MAIS LIDAS

Resultados apontam redução no tempo médio de internação, no número de mortes e na realização ...

A nova cepa do coronavírus foi identificada no Reino Unido, mas já está presente em ...

Samel trouxe dicas de especialistas para te ensinar como recuperar olfato e paladar perdidos ...