Qual a importância da mamografia para a saúde da mulher? Entenda

samelblog
21 de dezembro de 2021

É fato que as mulheres são bem mais atenciosas com a saúde do que os homens. Ainda assim, muitas delas não conhecem a importância da mamografia e deixam de comparecer às unidades de saúde para a detecção do câncer de mama.

A doença está entre os tipos de maior prevalência entre as mulheres e é responsável por milhares de mortes todos os anos. 

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) alerta que, até o final de 2021, o Brasil terá cerca de 66.280 casos novos da doença, o que equivale a uma taxa de incidência de 43,74 casos por 100.000 mulheres.

Para ajudar a reduzir esses números, nada melhor do que a informação. Por isso, a Samel trouxe neste artigo informações sobre a doença e a importância do exame de mamografia. 

Boa leitura!

O câncer de mama 

A doença é a segunda maior causa de morte por câncer entre as mulheres, perdendo apenas para o câncer de pele não-melanoma. Ela é bastante frequente e pode se originar por diversos fatores de risco. O maior deles é a idade, já que a maioria dos casos ocorre em mulheres com mais de 50 anos. 

Mas outros fatores também contribuem para a doença:

  • Fatores comportamentais: sedentarismo, fumo, alcoolismo, obesidade, etc;
  • Reprodutivos e hormonais: menstruação antes dos 12 anos, primeira gravidez após os 30, não ter tido filho, menopausa após os 50 anos, etc;
  • Fatores genéticos: histórico familiar de câncer de ovário ou câncer de mama, câncer de mama em homens da família, alteração genética nos genes BRCA1 e BRCA2, entre outros.

Os fatores genéticos não são uma sentença, já que correspondem de 5% a 10% de todos os casos. Entretanto, se a mulher possuir mais de um fator de risco, somado ao agravante da idade, considera-se risco elevado para o câncer de mama.

Exames importantes para as mulheres

Existem diversos exames que, isolados ou combinados, servem para rastrear, detectar e diagnosticar o câncer de mama. Um dos mais falados nas campanhas de prevenção, como o Outubro Rosa, é o exame de toque.

Neste tipo de exame, a mulher pode usar os próprios dedos nas mamas para encontrar possíveis nódulos e sintomas sugestivos de câncer. 

Outros exames são:

  • Ultrassom mamária;
  • Ressonância magnética;
  • Biópsia;
  • Mamografia.

Este último é um dos mais completos e pode detectar nódulos malignos ainda na fase inicial, quando as chances de cura chegam a 95%. Por isso, os especialistas recomendam que a mamografia seja feita regularmente.

Confira também:

Câncer de mama em homens é possível? Leia este artigo e descubra!

Como é feito o tratamento para o câncer de mama?

Qual a importância da mamografia

A mamografia, como dissemos antes, é um dos exames mais precisos para a detecção de nódulos mamários. Ela consegue detectar pequenos caroços que ainda não são perceptíveis pelo exame de toque. 

Esse é um fator importantíssimo para o sucesso do tratamento, já que quanto mais cedo o câncer é detectado, maior a probabilidade de cura.  

Além disso, a mamografia é capaz de detectar assimetria mamária, microcalcificações, lesões e alterações que podem representar perigo à saúde da mulher. 

Quando fazer o exame

O período ideal para a realização do exame de mamografia é dos 40 aos 74 anos, um a cada ano, de acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (BMS). Mas isso vale principalmente para quem não possui histórico da doença na família.

A mamografia pode ser recomendada fora desse período para quem se encaixa em mais de um fator de risco ou possua outros sintomas sugestivos de câncer de mama. Nesses casos, o exame pode ser feito em qualquer faixa etária. 

Como é feito o exame

A mulher precisa ficar em pé, de forma que o seio fique entre as duas placas do mamógrafo. Ela precisa permanecer imóvel e segurar a respiração por alguns segundos, enquanto as imagens são capturadas pelo aparelho. 

É normal que algumas mulheres sintam desconforto, devido à pressão do mamógrafo durante o procedimento. 

Antes do exame, é recomendado que a mulher não use nenhum produto cosmético nas axilas, como talcos e desodorantes, pois eles podem interferir no procedimento. Também é preferível que se use roupas leves para facilitar o exame.

A mamografia não é recomendável para mulheres gestantes, pois a radiação emitida pelo mamógrafo pode interferir na formação do bebê. 

Quem possui próteses mamárias deve informar o médico na hora do exame, pois um método diferenciado é usado nesses casos.

A duração total do exame fica entre 15 e 25 minutos. 

Para o diagnóstico 

O exame de mamografia, embora possa dar ao médico a dimensão do problema, não dá o diagnóstico do câncer de mama. Ela apenas permite ao médico enxergar os tecidos da mama e identificar possíveis indícios da doença.

Caso haja a suspeita do câncer, o exame de biópsia, ultrassom mamária e algumas vezes a ressonância magnética podem ajudar o médico tirar suas conclusões e fechar ou não o diagnóstico. 

Onde buscar assistência 

A Lei nº 11.664/08 garante que toda mulher entre 40 e 49 anos tenha acesso gratuito ao exame pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

É fundamental que a mulher busque ajuda médica ao menor sintoma. Quanto antes o câncer de mama for detectado, maiores as chances de cura. 

Agora que você já sabe qual a importância da mamografia, clique aqui e agenda uma consulta com a Samel. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

É fato que as mulheres são bem mais atenciosas com a saúde do que os homens. Ainda assim, muitas delas não conhecem a importância da mamografia

É fato que as mulheres são bem mais atenciosas com a saúde do que os homens. Ainda assim, muitas delas não conhecem a importância da mamografia

MAIS LIDAS

Resultados apontam redução no tempo médio de internação, no número de mortes e na realização ...

A nova cepa do coronavírus foi identificada no Reino Unido, mas já está presente em ...

Samel trouxe dicas de especialistas para te ensinar como recuperar olfato e paladar perdidos durante ...